Confira as cias aéreas e o status dos voos para o Brasil

Sem categoria Like

Confira as últimas notícias sobre os voos das cias aéreas ao Brasil

São duas frequências semanais: o voo entre o aeroporto de Guarulhos e a cidade alemã será operado às terças e quintas, enquanto o trajeto contrário será realizado às quintas e sábados. O trajeto ganha mais uma frequência semanal a partir de 1º de julho e se torna diário em 1º de agosto. Segue o planejamento para as outras rotas:

 

 

  • São Paulo x Miami: está sendo atualmente operada (cinco voos semanais a partir de 17 de junho; diário a partir de 1° de julho);
  • São Paulo x Londres: a partir de 16 de junho (dois voos semanais; três em 3 de julho; diário em 31 de julho);
  • São Paulo x Madri: a partir de 16 de junho (dois voos semanais; três em 3 de julho; diário a partir de agosto);
  • São Paulo x Santiago: a partir de 17 de junho (quatro voos semanais);
  • São Paulo x Nova York: a partir de 2 de julho (três voos semanais; diário em 1° de agosto);
  • São Paulo x Cidade do México: a partir de 15 de julho (três voos semanais; diário a partir de 31 de julho);
  • São Paulo x Lisboa: a partir de 17 de julho (três voos semanais; seis voos semanais em 1° agosto);
  • São Paulo x Barcelona: a partir de 1° de agosto (voo diário);
  • São Paulo x Boston: a partir de 1° de agosto (cinco voos semanais);
  • São Paulo x Joanesburgo: a partir de 1° de agosto (cinco voos semanais);
  • São Paulo x Milão: a partir de 1° de agosto (voo diário);
  • São Paulo x Paris: a partir de 1° de agosto (voo diário); e
  • São Paulo x Tel Aviv: a partir de 1° de agosto (três voos semanais).

O sistema de reservas da companhia ainda não mostra quando as rotas internacionais serão retomadas.

 

 

A companhia brasileira suspendeu todos os seus voos para o exterior até o dia 30 de junho, como forma de garantir a segurança de seus clientes e funcionários e se adequar ao novo cenário de demandas por transporte aéreo devido ao coronavírus.

No final de abril, o governo da Argentina suspendeu todos os voos comerciais, tanto nacionais quanto internacionais, até 1º de setembro devido à pandemia. Somente os voos especiais de repatriação ou de carga podem circular no país durante o período. Por isso, a empresa retoma seus voos a partir do início de setembro.

 

A empresa mexicana retomará seus voos regulares entre Cidade do México e São Paulo a partir de 1º de julho. O site da companhia informa, porém, que os voos diários são sujeitos a aprovação governamental.

 

 

A previsão da companhia canadense retoma os voos diários entre Toronto e São Paulo a partir de 1º de agosto.

 

 

 

A companhia chinesa, que faz a rota São Paulo-Madri-Pequim, suspendeu suas operações nesta rota até 28 de junho. Ela afirma ainda que a retomada das operações dependerá da prevenção e controle da covid-19.

 

 

 

A companhia espanhola retomará seus voos de Madri para São Paulo no dia 15 de julho (três frequências semanais). A rota da capital espanhola para Salvador voltará a ser operada em setembro, com duas frequências semanais. Já os trajetos para Fortaleza e Recife voltarão a receber voos de Madri a partir de novembro, ambos com duas frequências semanais.

 

A companhia francesa opera três vezes por semana entre Paris e São Paulo; e uma vez por semana entre a capital francesa e o Rio de Janeiro.

 

A empresa aérea italiana afirmou que não tem planos de retomar seus voos para São Paulo e Rio nos meses de maio e junho.

 

 

 

Os voos estão cancelados no momento. O sistema de reservas da companhia ainda não mostra quando as rotas serão retomadas.

 

 

 

 

A companhia aérea colombiana afirmou que os voos de Bogotá para o Brasil devem ser retomados a partir de 1º de setembro. Não há ainda previsão para o retorno das operações regulares de Lima para São Paulo e Rio de Janeiro.

 

 

A empresa aérea britânica retomará os voos diários de Londres para São Paulo a partir de 16 de junho. Já o trajeto da capital inglesa para o Rio de Janeiro será retomado a partir de 1º de julho.

 

 

A companhia deve retomar suas rotas no dia 26 de junho.

  • Cidade do Panamá x São Paulo: a partir de 26 de junho (dois voos semanais); voo diário a partir de 3 de julho;
  • Cidade do Panamá x Rio de Janeiro: a partir de 3 de julho (voo diário);
  • Cidade do Panamá x Brasília: a partir de 3 de julho (dois voos semanais);
  • Cidade do Panamá x Belo Horizonte: a partir de 14 de agosto (dois voos semanais);
  • Cidade do Panamá x Porto Alegre: a partir de 14 de agosto (dois voos semanais).

A empresa americana, que pretendia retomar a rota entre Atlanta e São Paulo em junho, retirou o aeroporto de Guarulhos de sua programação. Não há informações oficiais sobre quando este trajeto será reativado, como também as rotas de Nova York para São Paulo; e de Atlanta para o Rio de Janeiro.

 

A companhia tem previsão para retomar o trajeto entre Dubai e São Paulo a partir de 2 de julho (quatro voos semanais); e para o Rio de Janeiro, a partir de 2 de agosto (quatro voos semanais).

 

A companhia nacional da Etiópia conecta São Paulo e Adis Abeba (e demais conexões) quatro vezes por semana.

 

A companhia espanhola retoma seus voos diretos de Madri para São Paulo a partir de 1º de agosto, e para o Rio de Janeiro a partir de 1º de setembro.

 

 

 

A companhia holandesa atende 28 destinos intercontinentais e, ainda, alguns destinos europeus selecionados. No Brasil, a empresa conecta Amsterdã e São Paulo às segundas-feiras, quartas-feiras e sábados; e de São Paulo para a capital holandesa às segundas, quartas e sextas-feiras.

A KLM retoma suas operações de Amsterdã para o Rio de Janeiro a partir de 18 de maio, com dois voos semanais. Os voos da capital holandesa para Fortaleza ainda não foram reprogramados.

 

 

 

Atualmente, a empresa alemã voa de São Paulo para Frankfurt três vezes por semana: às segundas, quintas e sábados. Já no sentido contrário, os voos são às quartas, sextas e domingos.

A partir de 1º de junho serão adicionadas mais duas frequências semanais na rota. Assim, os voos partirão de São Paulo às segundas, terças, quintas, sábados e domingos. Já os voos de Frankfurt para o aeroporto de Guarulhos serão às segundas, quartas, sextas, sábados e domingos.

Adicionalmente, a empresa passará a oferecer conexões em Frankfurt para outros destinos europeus, do Oriente Médio, África e Índia. Não há previsão para a retomada das operações entre Frankfurt e Rio, e entre Munique e São Paulo.

 

A empresa suíça, que faz voos diretos entre Zurique e São Paulo, não incluiu o aeroporto de Guarulhos nas rotas que voltará a operar no mês de junho.

 

A empresa aérea retoma a rota entre Istambul e São Paulo a partir de 10 de junho (uma frequência semanal).

As seguintes rotas voltam a partir de 03 de agosto com voos diários: Houston – Rio de Janeiro e, ainda, para São Paulo; e Newark – São Paulo. Em 24 de outubro é a vez das seguintes rotas serem incluídas na malha da empresa, com voos diários: Chicago e Washington para São Paulo.

 

Atualizado em 8 de junho de 2020 às 11h42

Fontes:  ANAC,  cias aéreas

 

Visited 851 Times, 3 Visits today

Related Posts