Protocolos de Segurança COVID-19 para as Redes Hoteleiras:

Sem categoria Like

 

Para bem receber o hóspede, é importante implementar todos os protocolos de higiene, segurança.

Assegurar por meio das lideranças, por áreas ou setores específicos, que as recomendações estão sendo adotadas

 

REALIZAR OS NOVOS PROCESSOS Treinar todos os envolvidos nos processos atualizados. Aplicar os processos e gerenciá-los

 

  • Intensificar as ações nos canais de comunicação com hóspede on-line, se possível: no ato da reserva (on-line), já estimular a realização do pré-check-in contendo informações cadastrais.

 

  • Ao optar pelo web check-in, deve ser criado processo para que ele não necessite passar pela recepção para cadastro, mas apenas para receber o cartão (chave) de sua unidade.

 

  • Os recepcionistas devem usar máscaras ou face shield.

 

  • Os colaboradores devem ser treinados para que retirem as luvas antes de tocar em maçanetas e botões de elevadores.

 

  • Higienização do cartão-chave: o cartão- -chave ou a chave deve ser efetivamente desinfetado ao ser recebido e antes de ser reutilizado. No check-out, recomenda-se que o recepcionista não pegue o cartão da mão do hóspede, e sim que o hóspede o deposite em local específico – uma caixa depósito, por exemplo.

 

  • Tudo que estiver no quarto terá que ser trocado ou desinfetado entre um hóspede e outro.

 

  • Os controles remotos da TV, ar-condicionado e TV a cabo devem ser desinfetados e envolvidos em filme plástico ou colocados dentro de sacos plásticos, facilitando as próximas desinfecções.

 

  • Manter a distância mínima recomendada de 1,5 metro entre os hóspedes nas áreas sociais dos meios de hospedagem, como lobby e áreas comuns.

 

  • Aumentar a frequência de limpeza de locais com maior fluxo de pessoas, principalmente pontos e superfícies de contato como botões de elevadores, maçanetas de portas, corrimãos, telefones, tomadas, teclados, telas e monitores de computadores, tablets e smartphones, bancadas de trabalho, móveis em áreas de espera, carrinhos de bagagens etc.

 

  • Propiciar boa ventilação nos ambientes, mantendo portas e janelas abertas e, em caso de ambiente climatizado, realizar a manutenção dos aparelhos de ar-condicionado, inclusive filtros e dutos.

 

  • A limpeza deve ser constante em ambientes como o lobby, recepção, sobretudo se houver nesses espaços máquinas de café, garrafas térmicas ou de água, computador para uso do hóspede etc. Y Os ambientes do front office devem ser limpos e desinfetados com frequência.

 

  • Pode ser considerada a instalação de uma barreira de acrílico nas recepções para maior proteção dos hóspedes e dos colaboradores.

 

  • A recepção é o local onde o hóspede terá seu primeiro contato com o “novo” ambiente do hotel. Importante manter o distanciamento social sem afastar o “sorriso” que tanto nos é primordial na área de Hospitalidade.

 

  • Reduzir a quantidade de móveis em todos os setores, como sofás, mesas, cadeiras ou espreguiçadeiras, diminuindo o número de pessoas no local.

 

  • Toda a equipe, principalmente mensageiros e manobristas, devem higienizar as mãos antes e depois de carregar malas e bagagens.

 

  • Manobristas devem higienizar pontos de contato (volante, botões, maçaneta, sensor/chave do carro) tanto antes de dirigir o veículo quanto na entrega ao cliente. Quando possível, recomendar o self parking ao cliente.

 

  • Todo material esportivo e objetos de uso coletivo no salão de jogos, saunas, piscinas e quadras devem ser devolvidos pelo hóspede em local ou recipiente próprio (caixa suja) após o uso. O responsável da área do hotel deve higienizar, com produtos adequados, todos esses materiais.

 

  • Piscinas podem ser usadas desde que se respeite o distanciamento social. Uma equipe de atendimento de serviço de piscina deverá orientar os hóspedes para que evitem aglomerações e as espreguiçadeiras devem ser afastadas uma das outras.

 

  • A limpeza do quarto deve acontecer com o ambiente ventilado, deixando portas e janelas abertas e ar-condicionado desligado, propiciando boas condições de higiene respiratória durante o processo de higienização.

 

  •  Também visando a facilidade para a limpeza do quarto, neste momento é importante que sejam removidos todos os itens que podem ser considerados supérfluos, como tapetes, almofadas, cabides em excesso, revistas, blocos de anotações, canetas e lápis.

 

  • Alguns itens, como ferro de passar, tábua de passar roupa, travesseiros e cobertores extras, despertadores, cafeteira, chaleira, tapetes de ioga e outros, também devem ser removidos e fornecidos apenas quando solicitados.

 

Fonte: FOHB (Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil)

Visited 706 Times, 1 Visit today

Related Posts